Objetivos

“O objetivo essencial da arte é a busca e a realização da beleza; é, ao mesmo tempo, a busca de Deus, uma vez que Deus é a fonte primeira e a realização perfeita da beleza física e moral”.

Léon Denis – Espiritismo na Arte

 

Dança Espírita

Daniela L. P. Soares

Objetivos :

  • Reforma íntima ( em primeiro lugar)
  • Dirigir a energia criadora aos canais superiores da vida
  • Levar a mensagem espírita ( divulgar a doutrina)

Os objetivos da dança espírita são os mesmos da doutrina espírita, ou seja, auxiliar a evolução do espírito (a reforma íntima que tanto afirmamos), se não fosse assim haveria uma contradição.

Considerações finais :

  • Importância da técnica – para que o corpo possa expressar melhor a mensagem.
  • Importância do estudo no grupo, do tema em que se está coreografando.
  • A dança como instrumento de reforma íntima, como trabalho de caridade, como forma de melhoria interior ( tudo isso depende do direcionamento que daremos a ela). Existem muitos grupos aí fora que direcionam o seu potencial criador para o lado negativo, tudo depende da direção que daremos ao grupo.

Dança Espírita – Quadro sintético

Espiritismo é a base

  • Estudo – pureza doutrinária; pesquisa
  • Estudar Arte Espírita – para melhorar sempre.
  • Reforma íntima

A mensagem

( deve ser clara)

Nota do GEDRI: Muitas das vezes não temos como “medir” o quanto uma mensagem está clara para quem nos assiste, e esse entendimento será extremamente diferente para cada um. Entendemos que a mensagem deve sim estar muito clara para quem se apresenta, pq senão como poderia ele se expressar a respeito dela?

  • Tenho que ter uma mensagem
  • Quem assiste tem que entender
  • A que público se destina

* Estudar muito a doutrina espírita – para que as coreografias tenham um embasamento teórico consistente.

Nota do GEDRI: Neste ponto entendemos que não necessariamente o entendimento se dará através da razão, mas também (e talvez em maior grau) pela via dos sentimentos, subjetivamente, assim como nas demais expressões artísticas.

Música

“ A música desperta na alma impressões de arte e beleza.  A música, melhor do que a palavra, representa movimento, que é uma das leis da vida; por isso ela é a própria voz do mundo superior.”

Mensagem X Movimento

  • Buscar a técnica artística
  • Aprimorar nosso instrumento ( que é o corpo), para que a mensagem seja transmitida da melhor forma possível

Reforma Íntima

(Vibração)

  • Mudança interior  ( novamente caímos na reforma íntima)

“ Que forças, que luzes, que consolações, que esperanças podemos passar às outras almas se não temos em nós próprios senão obscuridade, dúvida, incerteza e fraqueza ?”

Criação X  Inspiração

  • Conexão com o outro plano
  • Sintonia vibratória
  • Estudo da Doutrina Espírita
  • Vivência Evangélica

Objetivos

(a diferença está nos objetivos )

  • Apresentação ( que não é o resultado final, nem um fim em si mesma)
  • Levar uma mensagem
  • Doar-se ( caridade)
  • Busca incessante por melhorar-se ( Reforma Íntima)
Anúncios

7 respostas para Objetivos

  1. mário disse:

    Que bom ver a tecnologia difundindo o bem e o belo, que partem de boas intenções.
    Vida longa ao Blog e ao GEDRI.

  2. Betty.Bia disse:

    Vcs são uma insparação pra todos nós que trabalhamos com arte espírita!!! Adoro vcs! Beeeijos!

    Beatriz
    Grupo Crisálida

  3. Wilson disse:

    Os Animais.
    1)Existe nos animais um principio inteligente em evolução para o reino hominal, assim como o homem esta evoluindo moralmente e intelectualmente para o reino angelicó, os animais são nossos irmãos menores na escala evolutiva devemos Amar e Respeitar os animais.
    Somente pessoas maldosas e ignorantes de baixo nível evolutivo pode maltratar um pobre animal indefeso.
    Quem maltrata e mata covardemente animais, vai gerar para si mesma um Karma de sofrimentos, tormentos e dores em futuras reencarnações.
    Quem planta o mal vai colher o mal.
    Vejamos as palavras de Emmanuel sobre os animais.
    Sobre os animais, Emmanuel, através da psicografia de Chico Xavier, declara no capítulo XVII, no livro Emmanuel (FEB, 1983): “… Sou dos que os estudam atenta e carinhosamente. (…) E como o objetivo desta palestra é o estudo dos animais, nossos irmãos inferiores, sinto-me à vontade para declarar que todos nós já nos debatemos no seu acanhado círculo evolutivo. São eles nossos parentes próximos, apesar da teimosia de quantos persistem em o não reconhecer. (…) Recebei como obrigação sagrada o dever de amparar os animais na escala progressiva de suas posições variadas no planeta. Estendei até eles a vossa concepção de solidariedade e o vosso coração compreenderá, mais profundamente, os grandes segredos da evolução, entendendo os maravilhosos e doces mistérios da vida.”

    2)Vejamos as palavras de Chico Xavier sobre os animais.
    Um amigo perguntou ao Chico qual o animal mais evoluído espiritualmente e dele anotou a resposta:
    – É o cão. O cão desperta muito amor e é modelo de fidelidade. As pessoas que amam e cultivam a convivência com os animais, especialmente os cães, se observarem com atenção, verificarão que os vários espécimes são portadores de qualidades que consideramos quase humanas, raiando pela prudência, paciência, disciplina, obediência, sensibilidade, inteligência, improvisação, espírito de serviço, vigilância e sede de carinho, infundindo-nos a idéia de que, quanto mais perto se encontram das criaturas humanas, mais se lhes assemelham, preparando-se para o estágio mais próximo da hierarquia espiritual.
    Segundo o iluminado Espírito Emmanuel os animais são nossos parentes próximos, com sua linguagem, seus afetos e sua inteligência rudimentar.
    Chico Xavier respondendo a uma pergunta sobre os animais, disse:
    – Nossos benfeitores espirituais nos esclarecem que é preciso que todos nós consideremos que os animais diversos, a nos rodearem a existência de seres humanos em evolução no planeta Terra, são nossos irmãos menores, desenvolvendo em si mesmos o próprio princípio inteligente.
    Se nós, seres humanos já alcançamos os domínios da inteligência desenvolvendo agora as potências intuitivas, eles, os animais, estão aperfeiçoando paulatinamente seus instintos na busca da inteligência da mesma maneira que nós humanos aspiramos alcançar algum dia a angelitude na Vida Maior, personificada em nosso mestre o Senhor Jesus, eles, os animais aspiram ser num futuro distante homens e mulheres inteligentes e livres. Assim sendo, nós podemos nos considerar como irmãos mais velhos e mais experimentados dos animais.
    Deus outorgou aos homens a condição e proteção de nossos irmãos mais novos, os animais

    3) Veja o que os grandes Mestres falaram sobre os animais.

    Em meu pensamento, a vida de um cordeiro não é menos importante que a vida de um ser humano
    “Há muito de verdade no dito de que o homem se torna aquilo que come. Quanto mais grosseiro o alimento tanto mais grosseiro o corpo
    “A vivissecção é o pior de todos os piores crimes que o homem está atualmente cometendo contra Deus e sua bela criação.”
    “A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados.” – Mahatma Gandhi

    “A carne é o alimento de certos animais. Todavia, nem todos, pois os cavalos, os bois e os elefantes se alimentam de ervas. Só os que têm índole bravia e feroz, os tigres, os leões etc. podem saciar-se em sangue. Que horror é engordar um corpo com outro corpo, viver da morte de seres vivos.”
    “Enquanto o homem continuar a ser destruidor impiedoso dos seres animados dos planos inferiores, não conhecerá a saúde nem a paz. Enquanto os homens massacrarem os animais, eles se matarão uns aos outros. Aquele que semeia a morte e o sofrimento não pode colher a alegria e o amor.”
    “Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma.” – Pitágoras

    “O homem implora a misericórdia de Deus mas não tem piedade dos animais, para os quais ele é um deus. Os animais que sacrificais já vos deram o doce tributo de seu leite, a maciez de sua lã e depositaram confiança nas mãos criminosas que os degolam. Ninguém purifica seu espírito com sangue. Na inocente cabeça do animal não é possível colocar o peso de um fio de cabelo das maldades e erros pelos quais cada um terá de responder.” –
    “Um homem só é nobre quando consegue sentir piedade por todas as criaturas”.
    “Todos os seres vivos tremem diante da violência. Todos temem a morte, todos amam a vida. Projete você mesmo em todas as criaturas. Então, a quem você poderá ferir? Que mal você poderá fazer?” – Buda

    Perguntamos Gandhi, Pitágoras e Buda são pessoas ignorantes e burras??????
    Gostaria de uma resposta.

    4) Vejamos o grave alerta de Ramatis.
    Em verdade, o principal objetivo de “Magia de Redenção” é advertir aos terrícolas, quanto à sua tremenda responsabilidade espiritual pelo derrame de sangue de animais e aves através de matadouros, frigoríficos, charqueadas e açougues, cuja barbárie “civilizada” gera cruciante carma humano e torna-se a principal fonte de infelicidade terrena. Enquanto sangue do irmão menor verter tão cruelmente na face da terra, os espíritos desencarnados também terão farto fornecimento de “tônus vital” para a prática nefanda do vampirismo, obsessão e feitiçaria. Sob a justiça implacável da Lei do Carma, a quantidade de sangue vertida pelos animais e aves, resulta, pela ação reflexa, em igual quantidade de sangue humano jorrado fratricidamente nos morticínios das guerras e guerrilhas! Cada matadouro construído no mundo proporciona a encarnação de um “Hitler” ou “Átila”, verdadeiros flagelos, semeadores de sofrimento da humanidade, como executores inconscientes da lei cármica, – a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória! Jamais a guerra será eliminada da face da terra, enquanto explorardes a “indústria da morte” mediante esses abomináveis matadouros e frigoríficos de aves e animais, pois estes, como os homens, são filhos do mesmo Deus e criados para a mesma felicidade. A Divindade não seria tão estuta e injusta, permitindo que o homem dito racional seja feliz enquanto massacrar o irmão menor, indefeso e serviçal, pois ele também sente!
    Ademais, os espíritos diabólicos que obsidiam, vampirizam e enfeitiçam, são os irmãos desencarnados ainda escravos da ignomínia do carnivorismo, tal qual fazeis atualmente. Em verdade, é bem diminuta a diferença entre os vampiros desencarnados, que se satisfazem com o sangue cru, e os vampiros encarnados, que preferem come-lo ou bate-lo até transforma-lo em chouriço de rótulo dourado! Infeliz humanidade terrena, ainda escrava de um círculo vicioso, em que os “vivos” dotados de razão trucidam os “vivos” irracionais para beber-lhes o sangue e devorar-lhes as carnes; e então, depois, enfrentam o cruciante sofrimento de verem os filhos ou parentes para o massacre organizado dos campos de batalhas! Estadistas, filósofos, psicólogos, sacerdotes, lideres espiritualistas e governos tem gasto toneladas de papel e rios de tinta em congressos, campanhas, empreendimentos e confraternizações para implantarem a paz do mundo e festejando tais congraçamentos com banquetes de vísceras sangrentas de aves e de animais, cujo sangue vertido é exatamente a causa da infelicidade das guerras! A Divindade jamais poderia rebaixar o seu espírito de justiça e de amor por todos os seres, concedendo a paz e a ventura ao homem racional, que firma a sua existência sobre os escombros sangrentos do irmão menor!
    Convertem-se os terrícolas em escravos do mundo oculto ao servir de “repastos vivos” dos espíritos tenebrosos, vinculados às paixões mais aviltantes! Por isso, o enfeitiçamento e a obsessão alastram-se no vosso mundo, nutridos pelo sangue derramado das aves, dos animais e dos próprios homens massacrados carmicamente nas guerras abomináveis! Jorra o sangue nos pisos dos matadouros e aviários modernos sob os gemidos cruciantes dos animais e aves indefesos; mas jorrará também o sangue humano nas ruas, praças, lares e campos floridos sob a lei de causa e efeito do Carma!
    Ramatis

    Ramatis explica muito bem essa questão de matar ou sacrificar pobres animais, isso vai gerar o Karma das guerras, os animais são nossos irmãos menores na escala evolutiva.
    Ramatis explica: Em verdade, o principal objetivo de “Magia de Redenção” é advertir aos terrícolas, quanto à sua tremenda responsabilidade espiritual pelo derrame de sangue de animais e aves através de matadouros, frigoríficos, charqueadas e açougues, cuja barbárie “civilizada” gera cruciante carma humano e torna-se a principal fonte de infelicidade terrena.
    Uma outra questão importante.
    Os espíritos de Luz ou espíritos elevados não precisam de coisas matérias, eles estão com seus pensamentos e sentimentos moralmente depurados, portanto, quem pede essas coisas matérias como, charutos, cigarros, velas, cachaça, despachos, sacrifícios de inocentes animais, são espíritos desencarnados ainda apegados a matéria e aos vícios e desejos terrenos, espíritos moralmente atrasados e muitos desses espíritos podem ser maldosos e obsessores, cuidado!
    Vejamos as palavras de Chico Xavier sobre essa questão.
    Para espíritos de luz, ou seja, espíritos superiores e puros, não existem necessidades materiais. Os espíritos que trabalham nos terreiros, em sua grande maioria, são aqueles que ainda guardam grandes necessidades das sensações terrenas e por isso usam os médiuns para absorvelas; quando não têm, fazem-no através dos despachos. São, na classificação da Doutrina Espírita, chamados de espíritos mais simples. É claro que existem aqueles outros que, mesmo tendo condição moral mais elevada,
    manifestam-se nos terreiros de Umbanda, guardando os procedimentos ali adotados.

    Chico Xavier fala, que os Espiritos de Luz não possuem necessidades matérias.
    Os espíritos elevados e os bons espíritos jamais vão pedir coisas matérias como, charutos, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, somente espíritos apegados a matéria é que pede tais absurdos.
    Os animais merecem o nosso respeito.
    Para atrair a assistência luminosa dos espíritos elevados temos que criar condições morais positivas, cultivar pensamentos elevados e nobres, cultivar a prece sincera, cultivar o amor e a caridade, cultivar a honestidade, cultivar a humildade, cultivar o respeito pelos animais, temos que combater as nossas imperfeições morais, combater os vícios, combater os maus desejos e maus hábitos, dessa forma a pessoa entra em sintonia com os Espiritos Superiores e passa a ter as orientações desses espíritos luminosos.
    O Bem vai atrair o Bem.
    A Virtude vai atrair a virtude.
    O mal vai atrair o mal.
    O vicio vai atrair o vicio.
    Tudo é uma questão de sintonia ou afinidade moral.
    Nesses ambientes que predomina o uso de charutos, cigarros, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, o campo vibratório é baixo e denso, as pessoas que estão nesses ambientes só tratam de assuntos matérias vulgares, assuntos sem elevação moral, assuntos como volta da pessoa amada, melhoria nos negócios, ter um bom emprego, ganhar dinheiro, sorte com as mulheres e os trabalhos para prejudicar os desafetos.
    Tais assuntos vão atrair pela sintonia vibratória dos pensamentos os espíritos desencarnados que estão apegados a matéria, espíritos moralmente atrasados e muitos desses espíritos podem ser maldosos, maliciosos, astutos, debochados, embusteiros e obsessores.
    Os espíritos elevados só tratam de assuntos nobres e importantes para nossa melhoria Moral e espiritual, eles pregam o Amor, a caridade, a honestidade, a educação, a disciplina, a elevação dos pensamentos, o respeito pelos animais, o desinteresse, os espíritos elevados são virtuosos em seus ensinamentos.
    Os espíritos elevados pregam as Virtudes e a elevação Moral.
    Os espíritos elevados ou espíritos de Luz pregam o amor e o respeito pelos animais, não esquecem disso.

    Como disse Ramatis.
    Convertem-se os terrícolas em escravos do mundo oculto ao servir de “repastos vivos” dos espíritos tenebrosos, vinculados às paixões mais aviltantes! Por isso, o enfeitiçamento e a obsessão alastram-se no vosso mundo, nutridos pelo sangue derramado das aves, dos animais e dos próprios homens massacrados carmicamente nas guerras abomináveis! Jorra o sangue nos pisos dos matadouros e aviários modernos sob os gemidos cruciantes dos animais e aves indefesos; mas jorrará também o sangue humano nas ruas, praças, lares e campos floridos sob a lei de causa e efeito do Carma!

    E Emmanuel disse.
    “… Sou dos que os estudam atenta e carinhosamente. (…) E como o objetivo desta palestra é o estudo dos animais, nossos irmãos inferiores, sinto-me à vontade para declarar que todos nós já nos debatemos no seu acanhado círculo evolutivo. São eles nossos parentes próximos, apesar da teimosia de quantos persistem em o não reconhecer. (…) Recebei como obrigação sagrada o dever de amparar os animais na escala progressiva de suas posições variadas no planeta. Estendei até eles a vossa concepção de solidariedade e o vosso coração compreenderá, mais profundamente, os grandes segredos da evolução, entendendo os maravilhosos e doces mistérios da vida.”

    Perguntamos.
    Ramatis e Emmanuel são ignorantes e burros??????
    Gostaria de uma resposta.
    Qual é a sua resposta???

    Quem planta o mal vai colher o mal.
    Wilson Moreno discípulo do Mestre supremo Jesus o Cristo.

    • ferrirodrigo disse:

      Ola, Wilson. Nenhum destes espiritos são burros ou ignorantes, muito pelo contrário eles nos ensinaram muito e ensinam sempre. Tampouco temos a condição de julgar uma outra religião. Devemos sim proteção aos animais, assim como nossa vida e ao planeta.
      O fato de existirem rituais em alguns lugares que não nos agrade não implica que todas as pessoas e objetivos do local sejam baixos ou impuros, assim como escrito no seu texto existem espiritos superiores que frequentam estes lugares e acabam praticando os rituais, mesmo sem a necessidade carnal para que possam transmitir as mensagens e ajudas necessàrias.
      Seguindo os ensinamentos dos grandes espiritos citados acima, julguemos menos e façamos a nossa parte em busca da evolução. Cada um se encontra em um estágio evolutivo mais ou menos elevado e dai vem a condição e capacidade de cada ser.

  4. Wilson disse:

    Espiritismo e Obsessão.

    1) O Espiritismo bem estudado nas Obras de Allan Kardec, Leon Denis, Herculano Pires e Luiz de Mattos, explana que tudo é atração, sintonia ou afinidade no mundo espiritual.
    Cada pessoa conforme seus pensamentos, sentimentos e atitudes, vai estabelecer sintonia vibratória com os espíritos desencarnados.
    Uma pessoa com maus pensamentos, maus desejos, vícios, sentimentos impuros de ódio, raiva, rancor, medo, fanatismo, egoísmo, falsidade, desonestidade, esta em sintonia mental com espíritos inferiores, perturbadores e obsessores do plano astral.
    Tudo reside no padrão moral dos nossos pensamentos, sentimentos e atitudes.
    Uma pessoa que procura elevar seus pensamentos, cultivar a prece sincera, cultivar boas intenções, procura combater de forma gradativa seus vícios e maus hábitos, ela consegue elevar seu campo vibratório e dessa forma consegue se sintonizar com os espíritos de luz, atraindo para si uma assistência espiritual benéfica.
    O mal tem sintonia com o mal.
    O Bem tem sintonia com o Bem.
    Tudo é Sintonia dos pensamentos.
    Essa é a primeira coisa que devemos entender nessas questões.

    2) Os espíritos obsessores não possuem nenhum poder sobre as pessoas de bem, as pessoas que possuem pensamentos elevados e sentimentos nobres e procuram seguir o caminho do Bem, da caridade e da elevação moral, ficam imunes as influencias dos maus espíritos.
    O Bem é mais forte que o mal.
    A Luz é a mais forte que a escuridão.
    O Mestre Allan Kardec fala em seus livros, que são as nossas imperfeições morais que atraem os maus espíritos, para afastar os espíritos inferiores e obsessores temos que procurar combater as nossas imperfeições morais, sem isso tudo mais é inútil.
    O Espiritismo Verdadeiro explana que nenhum objeto material tem ação sobre os espíritos, o uso de amuletos, talismã, velas, imagens de santos, medalhas mágicas, terços, palavras sacramentais, sinais cabalísticos, exorcismos, são tudo baboseiras criadas pelas superstições místicas das pessoas.
    É no Pensamento e nos sentimentos que reside o valor real.
    Nenhum trabalho de macumba, bruxaria ou magia negra pode afetar uma pessoa de conduta moral elevada com pensamentos positivos, a prece sincera, as boas ações, os sentimentos de amor e caridade, a luta contra os maus desejos e vícios, vai formar em torno da pessoa um campo vibratório elevado que vai repelir as vibrações pesadas e negativas dos maus espíritos.
    Vibrações positivas repelem vibrações negativas.

    3) Os espíritos de Luz ou espíritos elevados não precisam de coisas matérias, eles estão com seus pensamentos e sentimentos moralmente depurados, portanto, quem pede essas coisas matérias como, charutos, cigarros, velas, cachaça, despachos, sacrifícios de inocentes animais, são espíritos desencarnados ainda apegados a matéria e aos vícios e desejos terrenos, espíritos moralmente atrasados e muitos desses espíritos podem ser maldosos e obsessores, cuidado!
    Vejamos as palavras de Chico Xavier sobre essa questão.
    Para espíritos de luz, ou seja, espíritos superiores e puros, não existem necessidades materiais. Os espíritos que trabalham nos terreiros, em sua grande maioria, são aqueles que ainda guardam grandes necessidades das sensações terrenas e por isso usam os médiuns para absorvelas; quando não têm, fazem-no através dos despachos. São, na classificação da Doutrina Espírita, chamados de espíritos mais simples. É claro que existem aqueles outros que, mesmo tendo condição moral mais elevada,
    manifestam-se nos terreiros de Umbanda, guardando os procedimentos ali adotados.

    Chico Xavier fala, que os Espiritos de Luz não possuem necessidades matérias.
    Os espíritos elevados e os bons espíritos jamais vão pedir coisas matérias como, charutos, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, somente espíritos apegados a matéria é que pede tais absurdos.
    Os animais merecem o nosso respeito.
    Para atrair a assistência luminosa dos espíritos elevados temos que criar condições morais positivas, cultivar pensamentos elevados e nobres, cultivar a prece sincera, cultivar o amor e a caridade, cultivar a honestidade, cultivar a humildade, cultivar o respeito pelos animais, temos que combater as nossas imperfeições morais, combater os vícios, combater os maus desejos e maus hábitos, dessa forma a pessoa entra em sintonia com os Espiritos Superiores e passa a ter as orientações desses espíritos luminosos.
    O Bem vai atrair o Bem.
    A Virtude vai atrair a virtude.
    O mal vai atrair o mal.
    O vicio vai atrair o vicio.
    Tudo é uma questão de sintonia ou afinidade moral.
    Nesses ambientes que predomina o uso de charutos, cigarros, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, o campo vibratório é baixo e denso, as pessoas que estão nesses ambientes só tratam de assuntos matérias vulgares, assuntos sem elevação moral, assuntos como volta da pessoa amada, melhoria nos negócios, ter um bom emprego, ganhar dinheiro, sorte com as mulheres e os trabalhos para prejudicar os desafetos.
    Tais assuntos vão atrair pela sintonia vibratória dos pensamentos os espíritos desencarnados que estão apegados a matéria, espíritos moralmente atrasados e muitos desses espíritos podem ser maldosos, maliciosos, astutos, debochados, embusteiros e obsessores.
    Os espíritos elevados só tratam de assuntos nobres e importantes para nossa melhoria Moral e espiritual, eles pregam o Amor, a caridade, a honestidade, a educação, a disciplina, a elevação dos pensamentos, o respeito pelos animais, o desinteresse, os espíritos elevados são virtuosos em seus ensinamentos.
    Os espíritos elevados pregam as Virtudes e a elevação Moral.

    Vejamos as palavras do Mestre Allan Kardec.
    4) Distinguir os bons dos maus Espíritos é extremamente fácil. A linguagem dos Espíritos superiores é constantemente digna, nobre, repleta da mais alta moralidade, livre de toda paixão inferior; seus conselhos exaltam a sabedoria mais pura e sempre têm por objetivo nosso aperfeiçoamento e o bem da humanidade. A linguagem dos Espíritos inferiores, ao contrário, é inconseqüente, muitas vezes banal e até mesmo grosseira; se por vezes dizem coisas boas e verdadeiras, dizem na maioria das vezes coisas falsas e absurdas por malícia ou por ignorância. Zombam da credulidade e se divertem à custa daqueles que os interrogam ao incentivar a vaidade, alimentando seus desejos com falsas esperanças. Em resumo, as comunicações sérias, no verdadeiro sentido da palavra, apenas acontecem nos centros sérios, cujos membros estão unidos por uma íntima comunhão de pensamentos, visando ao bem.

    Os Espíritos exercem sobre o mundo moral e o mundo físico uma ação incessante. Eles agem sobre a matéria e o pensamento e constituem uma das forças da natureza, causa determinante de uma multidão de fenômenos até agora inexplicável ou mal explicada e que apenas encontram esclarecimento racional no Espiritismo.
    As relações dos Espíritos com os homens são constantes. Os bons Espíritos nos atraem e estimulam para o bem, sustentando-nos nas provações da vida e ajudando-nos a suportá-las com coragem e resignação. Os maus nos sugestionam para o mal; é um prazer para eles nos ver fracassar e nos assemelharmos a eles.

    A linguagem dos Espíritos superiores é sempre digna, elevada, nobre, sem qualquer mistura de trivialidade. Eles dizem tudo com simplicidade e modéstia, nunca se vangloriam, não fazem jamais exibição do seu saber nem de sua posição entre os demais. A linguagem dos Espíritos inferiores ou vulgares tem sempre algum reflexo das paixões humanas. Toda expressão que revele baixeza, auto-suficiência, arrogância, fanfarronice, mordacidade é sinal característico de inferioridade. E de mistificação, se o Espírito se apresenta com um nome respeitável e venerado.
    Não devemos julgar os Espíritos pelo aspecto formal e a correção do seu estilo, mas sondar-lhes o íntimo, analisar suas palavras, pesá-las friamente, maduramente e sem prevenção. Toda falta de lógica, de razão e de prudência não pode deixar dúvida quanto à sua origem, qualquer que seja o nome de que o Espírito se enfeite.
    Allan Kardec.

    5) Os Espíritos de Luz não possuem necessidades matérias, eles estão moralmente depurados, seus pensamentos e sentimentos são sempre elevados, puros, nobres e sua cultura é ampla e profunda, eles tem por objetivo ajudar as pessoas a se melhorarem moralmente e espiritualmente, sua Linguagem é sempre digna, elevada, lógica e seus ensinamentos são Moralizadores, tentando iluminar as pessoas.
    Os espíritos de Luz não necessitam de coisas matérias, os espíritos que pedem charutos, cachaça, cigarros, despachos e sacrifícios de pobres animais, são espíritos moralmente atrasados, apegados a matéria e aos vícios e desejos terrenos.
    E muito desses espíritos podem ser maldosos, maliciosos, astutos, embusteiros e obsessores, cuidado com a conversa mole deles, eles falam macio.
    Não podemos aceitar nada que venha dos espíritos desencarnados sem rigoroso exame, tudo que venha do plano espiritual através de mensagens e comunicações, tem que passar pelo Crivo severo da Razão e da lógica, qualquer ofensa a razão, a lógica e a moral elevada, deve ser rejeitado.
    Os maus espíritos não suportam o exame racional das suas mensagens.
    Numa reunião mediúnica devemos sempre analisar com muito cuidado a Linguagem e os ensinamentos dado pelos espíritos desencarnados, qualquer expressão grosseira, vulgar, agressiva, ou ensinamentos sem elevação racional e moral, denuncia a presença de espíritos inferiores e atrasados.
    Um espírito desencarnado se manifesta numa reunião mediúnica usando uma Linguagem pesada, vulgar, chula, trivial, sem lógica, sem uma moral sã, e eles pedem coisas matérias, como, cachaça, cigarros, charutos, despachos e sacrifícios de pobres animais, vamos concluir, que são espíritos ainda presos as paixões e vícios terrenos, sua forma de pensar e sentir ainda esta materializada.
    Portanto, vamos analisar com muito cuidado e critério as mensagens e comunicações dos espíritos desencarnados.
    Não devemos esquecer, que os espíritos desencarnados são seres humanos sem seus corpos físicos e que a morte ou desencarnação não modifica o espírito no campo moral e intelectual, o mundo espiritual é o reflexo do mundo corporal.

    6) Para afastar os maus espíritos temos que cultivar pensamentos elevados e positivos e ter uma Conduta Moral reta no Bem e nas Virtudes.
    Na realidade a proteção espiritual quem faz é a própria pessoa conforme seus pensamentos e conduta moral, os espíritos inferiores, perturbadores e obsessores do plano astral, não conseguem entrar em sintonia com as pessoas dignas, corretas, honestas e caridosas.
    O Bem repele o mal.
    A Luz repele as sombras.
    Não havendo sintonia os maus espíritos se afastam.
    Tudo é sintonia vibratória no mundo espiritual, os iguais se atraem e os diferentes se repelem.
    Uma pessoa com pensamentos elevados e firmes no Bem e de conduta moral reta, repele naturalmente e facilmente os espíritos inferiores e obsessores.
    Os espíritos inferiores, perturbadores, maldosos, vingativos e obsessores, possuem um perispirito denso, turvo, grosseiro, eles estão envolvidos em fluidos impuros, na crosta terrena tem milhões de espíritos desencarnados em estado de apego as coisas matérias e aos vícios e desejos terrenos, eles exercem uma forte influencia negativa sobre as pessoas que são invigilantes com seus pensamentos e conduta moral.
    Temos que tomar muito cuidado com nossos pensamentos, por que, esses espíritos inferiores que estão na crosta terrena procuram nos influenciar é pelos pensamentos, pela sintonia vibratória.
    Como esses espíritos desencarnados não possuem mais seus corpos físicos para saciarem seus vícios e desejos, eles vão procurar os encarnados que possuem os mesmos vícios e desejos.
    É o encosto, esses espíritos inferiores vão encostar o seu perispirito no perispirito do encarnado e vão sentir as mesmas coisas que essa pessoa sente, se a pessoa bebe e fuma, os desencarnados viciados vão sugar os fluidos da nicotina e do álcool, é o vampirismo psíquico.
    Os desencarnados viciados em Sexo, vão encostar o seu perispirito no perispirito do encarnado que esta praticando sexo sem elevação moral, e o desencarnado vai sentir os mesmos prazeres de uma transa.
    É por isso que devemos ter uma vida terrena digna, correta, honesta, com elevação moral, para podermos repelir esses espíritos inferiores do plano astral.
    O Bem repele o mal.

    Wilson Moreno

  5. Wilson disse:

    Eu tenho algumas observações de um site chamado espiritismo verdadeiro que coloca algumas questões importantes sobre esse tema.
    Vejamos.

    Matar um animal como uma ave, com a intenção de uso do sangue para uma oferenda ou oferta para exus ou outras entidades como são praticados em algumas seitas religiosas.

    O sangue que cai é totalmente negativo em sua essência, quando cai sobre uma pedra, grama ou terra, tudo que toca se torna em termos de energias espirituais em estado negativo da criação.

    Como o nome já diz, energia da Criação e não da destruição.

    Tudo que existe na natureza tem vida, não a vida como a conhecemos, mas a vida em estado latente da evolução, vida vegetal, vida animal, vida mineral, tudo que conhecemos que foi criado por Deus tem vida, tem espírito, a natureza foi criada por Deus, em toda à parte.

    Quando destruímos a natureza animal ou vegetal, de certa forma estamos destruindo a criação de Deus.
    A morte de um animal, para servir a nossa vaidade, cobiça, servindo de oferenda em seitas religiosas, com o propósito de se pedir riquezas ou sorte a uma entidade espiritual é um verdadeiro desastre.

    Deus nunca daria proteção a uma causa que não fosse fundamentada no amor ao próximo, na caridade no respeito a vida e a tudo que Cristo veio nos ensinar.

    AMOR AO PRÓXIMO TAMBÉM É AMAR OS ANIMAIS, AMAR A NATUREZA, É AMAR A VIDA.

    Sacrifício de animais em seitas gera energias negativas, contamina espiritualmente até o solo em que foi derramado o sangue, contamina quem está praticando o ato e o espírito que com certeza é sem evolução que está ali presente.

    Para satisfizer espíritos de pouca evolução, pouco conhecimento, sem fé em Deus, pessoas que se auto intitulam de Pai de Santo, Mães de Terreiro, pedem os chamados despachos que são feitos com animais mortos, farinha, bebidas, charutos ou cigarro, sangue, e tudo mais que eles imaginam, sempre com a finalidade de se prestar um tipo de sacrifício ao espírito que ali se diz atuar.

    Em certas religiões são praticadas as oferendas de matanças de animais, como aves, nestas oferendas eles bebem sangue humano e de animais, só para impressionar quem está ali, usam para isso seus cavalos, (médiuns da religião de origem afro), fazem um verdadeiro teatro de horrores.
    Este tipo de espírito que ali está atuando como uma divindade, na verdade é uma fraude, com este procedimento ele consegue provocar o medo e o respeito, tirando assim qualquer possibilidade de que alguém duvide deles, com isso conseguem sempre mais e mais adeptos, tanto entre os encarnados como no plano espiritual.
    Não estamos colocando aqui o seguimento sério da religião Umbanda e nem do Candomblé, estas religiões já se desenvolveram, já estão em um nível de conhecimento maior.
    O que estamos colocando aqui são pequenas seitas e centros formados em fundo de quintal, com seus orientadores ou chefes de terreiro sem preparo nenhum, usam o nome de entidades e do espiritismo sem fé verdadeira em Deus, a única finalidade é o dinheiro e o poder.

    Espiritismo Verdadeiro
    Espiritualista

    Espíritos já antigos em suas várias encarnações que passaram ao lado obscuro do Plano Espiritual, costumam a viver como rebeldes, procuram formar suas legiões, como bandidos aqui neste mundo que formam quadrilhas, para isso usam o medo e o terror.
    Sem ter possibilidade de manipular com forças (energias) positivas, forças da energia de Deus, costumam trabalhar com energias negativas que sobram à vontade hoje em dia na maldade humana.

    Manipulam estas energias para fazer o mal, enganar pessoas encarnadas e desencarnadas, sempre com a finalidade de dominar, subjugar e trazer o máximo possível de almas a seguirem o mesmo caminho que tiveram em suas vidas espirituais.
    Para conseguir o que querem, moldam seu perispírito com outra aparência, às vezes de animal, cobra, bode, seres com chifres, e outros demônios do imaginário humano, vestimentas folclóricas representando antigos cangaceiros, matadores, executores, as vezes até índios.

    Se fazem passar por uma entidade espiritual, sempre para enganar as pessoas, provocar medo, conseguir respeito, este medo funciona até no plano espiritual em outros espíritos menos evoluídos, sem conhecimento.
    Fingem que fizeram um exorcismo ou uma desobsessão quando na verdade a finalidade é enganar e subjugar se mostrar com poder, dizem- se capazes de proteger, resolver problemas conjugais e de amor, trazer de volta amores separados, costumam dar a entender que conseguem colocar as pessoas em destaque em seu trabalho facilitando a vida financeira.

    Espiritismo Verdadeiro
    Espiritualista

    Espíritos apesar de já estarem desencarnados, sabem que em no nosso plano, em nosso mundo, o dinheiro representa o poder, sentem falta do luxo e da volúpia, também a falta do sabor da bebida alcoólica, do cigarro ou charuto.

    Todos estes sintomas são de espíritos sem evolução que ainda estão completamente ligados ao plano material, já não pertencem mais a este mundo, sabem disso, mas vivem e tem sensações como ainda encarnados.
    Para se satisfizer usam pessoas com pouca informação, pouco desenvolvimento espiritual, pedem os chamados despachos que são feitos com animais mortos, farinha, bebidas, charutos ou cigarro, sangue, e tudo mais que eles imaginam.

    Quando seus médiuns, “cavalos”, como são chamados em religiões de origem afro, quando se incorporam, estes espíritos tem frações de segundos as mesmas sensações que tinham quando ainda em suas vidas anteriores

    Em certas religiões são praticadas as oferendas de matanças de animais, como aves, nestas oferendas eles bebem sangue humano e de animais, só para impressionar quem está ali.

    Este tipo de espíritos procura sempre com este procedimento provocar o medo e o respeito de quem tem pouca informação a este respeito, tirando assim qualquer possibilidade de que alguém duvide deles, com isso conseguem sempre mais e mais adeptos.

    Espiritismo Verdadeiro
    Espiritualista
    Espíritos quando estão em um plano de existência negativo a Deus, seus corpos espirituais, (perispírito) são como trevas, escuros, sem luz, sua força espiritual é nula, na verdade não conseguem fazer nem o bem nem o mal, falta o mais importante para eles, “a fé”.

    Os despachos ou macumbas feitas por pedidos destes espíritos não tem valor nenhum quanto ao poder de modificar ou não a vida de alguém, são usados ali produtos que tem correlação com os vícios humanos, partes de animais, aves mortas, fumo e bebidas alcoólicas.

    O ato em si tem valor espiritual, mas contra quem está praticando, quem está acreditando naquele poder da matéria que não existe, oferendas com animais e alimentos ou bebidas geram energias negativas a quem pratica e até ao ambiente em que ela é feita.

    Para que se consiga algo de bom para nossa vida não é necessário o uso de matéria, a força está no espírito, na fé em Deus, se formos merecedores de uma bênção seremos abençoados com a graça.
    Oferendas, despachos em encruzilhadas, derramamento de sangue de animais, vícios como Alcoolismo e Tabagismo justamente durante cultos religiosos são extremamente negativo a Deus, atos dessa natureza não tem nada a ver com Jesus Cristo, nem com o amor ao próximo que Jesus nos ensinou, não é bem aceito na sociedade civilizada.

    Nossos irmãos encarnados que praticam estes atos cultuando uma forma de louvor a Deus estão no Plano Negativo da existência, tanto no mundo material como no Plano Espiritual.
    Cargas extremas de energias negativas, seus corpos espirituais, (perispírito) são como trevas, escuros, sem luz, sua força espiritual é nula, na verdade eles não conseguem fazer nem o bem nem o mal, falta o mais importante para eles, “a fé”.

    Se por um acaso alguém se acha com um problema resolvido nestes lugares, é sua própria força e sua própria fé que o ajudou, não espíritos que se fantasiam para isso.

    Fonte Site Espiritismo Verdadeiro.

    Wilson Moreno na busca da Verdade.

    • ferrirodrigo disse:

      Ola, Wilson. Devemos sim proteção aos animais, assim como nossa vida e ao planeta.
      O fato de existirem rituais em alguns lugares que não nos agrade não implica que todas as pessoas e objetivos do local sejam baixos ou impuros, assim como escrito no seu texto existem espiritos superiores que frequentam estes lugares e acabam praticando os rituais, mesmo sem a necessidade carnal para que possam transmitir as mensagens e ajudas necessárias.

      A afirmação “foi a sua própria fé que te curou” é de Jesus, nosso maior modelo de espirito que passou pela terra e a temos como verdadeira para qualquer local, seja uma casa espirita, em um terreiro, em uma casa candonblé, igreja catolica ou evangélica. Essa máxima é válida para todos.

      Não somos donos da verdade absuluta e temos que respeitar e aprender sempre com as demais práticas religiosas assim como gostamos do respeito à nossa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s